segunda-feira, 14 de maio de 2018

Shiuuuu.14.09



O tempo voa e não falta muito para que faça 1 ano que não trocamos uma palavra... E no fundo tínhamos tanto para falar, para sabermos os motivos que nos levaram ao ponto em que nos encontramos. tínhamos jurado que a base da nossa amizade seria sempre a sinceridade, que ficaríamos sempre juntas, independentemente das circunstancias, das teimosias de cada uma... 

Não sei em que ponto nos perdemos uma da outra, fazes-me tanta falta, choro tanta vez com saudades, choro de revolta... não te importas? Não te magoa? Não me procuras porquê?... Não sou  importante como dizias que era, essencial dizias tu! Não posso, não quero ser eu a procurar-te como fiz nas outras vezes. Queria acreditar que era importante para ti, como dizias, mas vejo que não ... nunca questionaste, nunca me procuraste... aceitaste! 
Continuo a desejar-te o melhor deste mundo e do outro...quando precisares de mim vou continuar aqui para ti, porque os verdadeiros amigos não se abandonam.

3 comentários:

Dany disse...

Revi-me nesse segredo.
É verdade, os melhores amigos não se abandonam. Mas se ela te abandonou, se te tem essa indiferença é porque não é tua amiga. E dói muito, mas a vida segue em frente.

Anónimo disse...

Se houve abandono e há indiferença, não é por obra e graça do senhor... Metam a mão na consciência. Ninguém desaparece só porque sim.

Rita disse...

Um dia tive uma amizade assim que pensei que seria para sempre. E sei que essa pessoa pensa que a abandonei e que não é importante para mim. A verdade é que nem sempre as coisas acontecem com a certeza absoluta que nós achamos. Quando achamos que não foi nada que possamos ter feito, quando achamos que demos tudo. Ás vezes há pessoas que amamos mas que temos de manter distantes porque se tornaram tóxicas para nós, porque a dada altura fazem-nos mais mal do que bem.

Nunca deixarei de gostar desta minha amiga. Amo-a de coração. Fico feliz com as conquistas delas, fico triste com os seus fracassos. Desejo-lhe o melhor do mundo, como desejei desde sempre. Apenas já não consigo tê-la na minha vida.

E está tudo bem.